Buscar
  • AnbInfo

Brasil é principal alvo de spywares que roubam dados bancários


89% dos ataques do spyware Amavaldo foram direcionados ao Brasil. A ameaça tem como objetivo roubar dados bancários

O Brasil ocupa a primeira posição com o maior número de spywares entre os países da América Latina. De acordo com um levantamento da ESET, o país concentra a maior distribuição de programas espiões (27%), seguido do México (21%) e Peru (14%). A pesquisa analisou os casos de spyware na América Latina de setembro de 2018 a setembro de 2019 e concluiu que as ameaças mais comuns no país são Mekotio (24%) e Amavaldo (89%).

O Mekotio se passa por uma empresa para enviar e-mail com um link malicioso a vítima. Ao baixar a fatura, o usuário instala o Trojan. Já o Amavaldo é uma ameaça que rouba credenciais bancárias e dados financeiros, além de capturar fotos pela webcam, keylogger e executar códigos, por exemplo. Ele monitora as janelas ativas no computador da vítima e mostra um pop-up falsa que imita o banco para roubar dados privados da pessoa.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O levantamento identificou uma grande quantidade de spywares nos países da América Latina, incluindo ameaças específicas, com códigos maliciosos voltads aos países da região. Esse tipo de software espião, ou malware, é usado de forma maliciosa por um invasor para instalar um programa no celular ou no computador da vítima, sem seu consentimento. Com ele, é possível roubar senhas pessoais, informações bancárias e até de cartões de crédito.

Entre setembro de 2018 e setembro de 2019, o Brasil ficou na segunda posição em relação a quantidade de ataques com o trojan bancário Mekotio, com 24%, atrás apenas do Chile, que tem 70%. Esse tipo de vírus se passa por uma empresa que envia um link para uma fatura. Quando o usuário baixa o arquivo, instala o trojan no computador.

Já no caso do spyware Amavaldo, o Brasil liderou como o país da América Latina com o maior número de ataques, representando 89%, no período de janeiro de 2019 a setembro de 2019. A ameaça está presente no Brasil e no México (10%) e finge ser um programa legítimo para roubar credenciais bancárias e dados financeiros. Por exemplo, ele monitora as abas ativas no computador da vítima e mostra uma janela pop-up falsa que imita o banco para roubar dados privados da pessoa. O Amavaldo também captura fotos pela webcam, keylogger, executa códigos, entre outros.

Dicas para se proteger de spywares

Para evitar spywares, é importante manter o seu antivírus atualizado e o recurso anti-malware ativado na sua versão mais recente. Além disso, não clique em propagandas suspeitas e mantenha seu navegador atualizado e protegido. O usuário também não deve baixar arquivos, programas ou abra anexos de e-mails de sites desconhecidos e/ou suspeitos. Outra dica é instalar no celular ou tablet apenas apps confiáveis.

9 visualizações

SOLUÇÕES DIGITAIS

Marketing Digital

Desenvolvimento de aplicativo

Criação  de sites

Gestão de Mídias Sociais

Consultoria SEO

Criação de Blogs

Facebook Ads

Google Ads

Criação de Landing Pages

© 2001 by AnbInfo. Todos os direitos reservados.

SERVIÇOS TE TI

Gerenciamento de TI

Consultoria de TI

Cibersegurança

Projetos de Infraestrutura de TI

Cabeamento estruturado

Migração de Servidores

botao-whatsapp-NOVO.png
  • Grey Facebook Ícone
  • Instagram
  • Twitter ícone social