Buscar
  • AnbInfo

A luta para remover do TikTok vídeo de suicídio que viralizou



O site de compartilhamento de vídeos TikTok está tentando retirar do ar imagens que mostram um homem se suicidando.

O vídeo, que circula na plataforma há dias, surgiu originalmente no Facebook e também foi compartilhado no Twitter e no Instagram.

O TikTok é muito popular entre jovens — e muitos disseram ter visto as imagens e ficado traumatizados.

'Alertando aos demais'

"Nossos sistemas estão detectando automaticamente e denunciando esses vídeos por violação de nossas políticas contra conteúdo que mostra, elogia, glorifica ou promove suicídio", disse um porta-voz da empresa.

"Nós agradecemos aos membros da nossa comunidade que denunciaram o conteúdo e alertaram aos demais sobre não assistir, engajar ou compartilhar tais vídeos em qualquer plataforma, em respeito à pessoa e seus familiares."

O Facebook disse, em resposta a uma pergunta da BBC: "Nós removemos o vídeo original do Facebook no mês passado, no dia em que foi transmitido, e temos tecnologias automatizadas para remover cópias e uploads feitos desde então."

"Nossos pensamentos estão com a família de Ronnie e amigos durante esses dias difíceis", afirmou a empresa, em referência à pessoa que se suicidou.

'Minha filha pode ficar traumatizada'

Brenda, uma escocesa que mora em Edimburgo, disse que na terça-feira (8/9) sua filha de 14 anos desceu correndo as escadas da casa onde moram, chorando e tapando a boca, pois estava prestes a vomitar.

"Ela estava em um estado horrível, balançando e soluçando", disse Brenda à BBC.

"Eu nunca a vi tão abalada. Foi horrível e demorou um tempão para ela começar a falar."

Brenda explicou que sua filha havia visto o vídeo de suicídio, que aparecera na área de vídeos recomendados pelo TikTok.

"Ela estava passando por músicas e vídeos engraçados quando um homem barbudo com camiseta branca apareceu, atrás de uma escrivaninha", disse Brenda. Em seguida, o homem na imagem se mata.

"Eu já ouvi de trolls de internet e coisas maldosas, mas isso supera tudo. Eu telefonei para a polícia mas eles me lembraram que não é papel deles policiar a internet."

"Minha filha estava em estado de choque, ainda está em estado de choque, e isso pode ficar com ela por meses."

Desde o incidente, diz Brenda, sua filha tem dormido com a luz acesa, revendo as imagens na sua cabeça. Ela disse que sua filha tem medo de sair de casa e já perdeu um dia de aula presencial.

Sensacionalismo

Alguns usuários estão compartilhando o vídeo, escondendo-o em imagens disfarçadas, como se fossem vídeos sobre gatinhos ou conteúdos semelhantes.

Outros gravaram vídeos alertando sobre o conteúdo, mas pedindo que usuários apaguem o vídeo.

Os algoritmos do TikTok recomendam conteúdos de pessoas que não são necessariamente parte da lista de seguidores ou seguidos.

Desde o lançamento do Facebook Live, plataforma para transmissão ao vivo, em 2015, muitas pessoas já transmitiram seus suicídios.

O Facebook, que controla o Instagram, também enfrentou críticas de que a plataforma compartilha conteúdo sensacionalista sobre suicídio e automutilação.

Depois da morte da jovem Molly Russell, em 2017, o pai dela disse que o Instagram "ajudou a matar sua filha".


Fonte: https://www.bbc.com/portuguese

#suicídio #tiktok #alerta #setembroamarelo

18 visualizações0 comentário

SOLUÇÕES DIGITAIS

Marketing Digital

Desenvolvimento de aplicativo

Criação  de sites

Gestão de Mídias Sociais

Consultoria SEO

Criação de Blogs

Facebook Ads

Google Ads

Criação de Landing Pages

© 2001 by AnbInfo. Todos os direitos reservados.

SERVIÇOS TE TI

Gerenciamento de TI

Consultoria de TI

Cibersegurança

Projetos de Infraestrutura de TI

Cabeamento estruturado

Migração de Servidores

botao-whatsapp-NOVO.png
  • Grey Facebook Ícone
  • Instagram
  • Twitter ícone social