top of page

7 ferramentas para checar se uma notícia é falsa

A criação do Dia Internacional da Checagem de Fatos, 2 de abril, é mais uma iniciativa internacional que nos lembra da importância de consultar fontes seguras que prezam pela ética no jornalismo.

Lidar com notícias falsas não é nada fácil, mas há diversas ferramentas que te auxiliam na checagem de fatos e combatem o prejuízo que as fake news provocam no mundo online e offline.

Descubra como saber se a informação é verdadeira ou falsa utilizando recursos gratuitos na internet. Confira!

1) “Sobre este resultado” na SERP do Google

Nossa primeira dica para checagem de fatos não é uma ferramenta, mas um recurso disponibilizado na SERP do Google. E o que é SERP? É a página de resultados de um mecanismo de pesquisa.

Por exemplo, se pesquisarmos por "notícias de tecnologia" no Google, o buscador irá mostrar diversos links de sites, vídeos e imagens, certo? Todos esses resultados aparecerão com o ícone de três pontinhos ao lado do título, atalho para o "Sobre este resultado".



Ao clicar nesse recurso, o Google informa dados importantes que você deve saber antes de confiar nos conteúdos daquele link, como: origem do domínio, idade do registro do site e certificado de segurança.

2) E-Farsas

O site mais antigo de fact checking do Brasil é o E-Farsas, criado pelo analista de sistemas Gilmar Lopes. Em 2011, o site passou a fazer do Portal R7 e, em 2016, o jornalista Riomar Bruno veio para contribuir na missão do E-Farsas: desmitificar histórias na internet.



Para sugerir a checagem de um tema específico, você pode encaminhar seu pedido pelo próprio site, na aba "Contato".

3) Boatos.org

O Boatos.org vem desmentindo boatos sobre doenças raras, notícias de morte de pessoas públicas, tentativas de golpes ou outros tipos de fake news desde 2013.

Os jornalistas responsáveis pelo site são Edgard Matsuki, Carol Lira, Kyene Becker e Raiane Gonoli. Para sugerir uma notícia para o trabalho de checagem de fatos do Boatos.org, envie sua mensagem pelo site, Facebook ou WhatsApp, o telefone é (61) 99275-5610.



4) Fato ou Fake

Fato ou Fake é um serviço do Grupo Globo ativo desde julho de 2018 para checar a veracidade de notícias e falas de políticos, informando o leitor se é fake news ou não.

A apuração de notícias falsas é feita por uma equipe de jornalistas de diversos veículos como Época, Extra, G1, CBN, Época, Extra, TV Globo, GloboNews, Jornal O Globo e Valor Econômico.


Você pode enviar sugestões pelo WhatsApp para o Fato ou Fake checar se é um conteúdo verdadeiro. O número de contato é +55 (21) 97305-9827.

5) FakeCheck

O site FakeCheck é um projeto resultado do trabalho de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com financiamento do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) do CNPq e CAPES.

O detector de fake news consegue analisar um texto de pelo menos 100 palavras por meio de Processamento de Linguagem Natural (PLN) e Aprendizado de Máquina (AM). O processo identifica características de escrita para classificar se a notícia é verdadeira ou falsa.



Segundo o próprio site, o FakeCheck tem cerca de 89% de acerto. Portanto, é indicado que ele seja usado como sistema de apoio ao usuário, não como única fonte de checagem.

6) Ground News

O site Ground News vai além de verificar o nível de veracidade de um fato. O objetivo da plataforma é auxiliar o leitor a entender "o viés da mídia, verificar a credibilidade da fonte e visualizar dados de propriedade de agências de notícias em todo o mundo".

De acordo com o site, são analisados diariamente 60.000 artigos de notícias de mais de 50.000 fontes de notícias diferentes.


Como resultado, veicula-se matérias com múltiplas perspectivas sobre um mesmo evento. Outro diferencial dessa ferramenta: tem aplicativo para Android e iOS.

7) Duplichecker

Quantas vezes já fomos enganados por uma notícia recente que utilizou uma imagem antiga para veicular informações falsas? O Duplichecker pode ser a melhor solução para descobrir a verdadeira fonte de uma imagem.

O site é um buscador de imagens reversas. Para usá-lo, você pode pesquisar uma imagem do seu dispositivo, colando um URL ou ainda digitando a palavra-chave correspondente ao que você deseja checar.


É vital fazer uso dessas ferramentas de checagem de fatos antes de compartilhar uma mensagem, vídeo ou imagem. Se você percebeu que:

  • o título da notícia é sensacionalista (alarmista);

  • os canais oficiais das fontes citadas não publicaram nada relacionado ao tema;

  • portais de notícias de alta circulação também não publicaram sobre o assunto;

Sua desconfiança está correta e você soube identificar mais um boato na internet! Evitar a disseminação de conteúdos falsos é um ato de cidadania que protege você e todos ao seu redor.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page